19 de Maio, 2022

Ministério da Saúde inclui segundo remédio contra Covid-19 no SUS

2 min read

O Ministério da Saúde anunciou na última sexta-feira, 6, que o remédio Paxlovid será incluído no rol de medicamentos do Sistema Único de Saúde (SUS). A substância é a primeira contra casos leves a moderados de Covid-19 a ser incorporada no SUS.

Fabricado pela Pfizer, o Paxlovid é composto de dois antivirais, o nirmatrelvir e o ritonavir. A medicação é indicada para pacientes que tenham alto risco de complicações, para evitar que os quadros leves e moderados evoluam para casos graves da doença.

Os usos iniciais do Paxlovid serão em pacientes imunocomprometidos ou que tenham idade igual ou superior a 65 anos. A indicação é para casos que tenham apresentado teste positivo para Covid-19 em até cinco dias após o início dos sintomas.

Paxlovid é segundo remédio contra Covid-19 no SUS

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) recomendou o uso do Paxlovid no SUS em reunião na quinta-feira, 5. Com a publicação no Diário Oficial da União (DOU), o SUS tem 180 dias para começar o uso do medicamento.

Em março, a Conitec havia aprovado o uso de outra medicação contra a Covid-19 no sistema público. O baricitinibe, do laboratório Ely Lilly, já tinha registro no Brasil para combater artrite reumatoide e dermatite atópica.

O baricitinibe foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para casos graves de Covid-19, sendo o primeiro medicamento contra a doença no Brasil. Com a autorização, o Paxlovid é o segundo do tipo a ter o uso regulamentado, e o primeiro para quadros leves da doença.

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.